CONSTELAÇÃO FAMILIAR - TERAPIA INDIVIDUAL COM BONECOS

Para além de ser uma poderosa técnica para fazer diagnóstico do problema é, também uma ferramenta de terapia breve orientada para a solução. A constelação com bonecos elaborada pela própria pessoa, identifica de forma única e eficaz as dinâmicas e movimentos que atuam e interferem de forma disfuncional na sua vida e, nos sistemas dos quais faz parte (ex. Família). Traz à luz, à superfície, conflitos intra ou interpessoais, que ajudam à compreensão da pessoa e orientam para solução.

Para Hellinger, criador desta abordagem “ A solução é aquela que satisfaz a todos os elementos da família. Quando cada um está no lugar certo, aceita o lugar que lhe cabe e onde deve ficar, ocupando a sua posição sem interferir na vida dos outros”

 

A constelação sistémica individual é uma terapia onde a identificação da sensação e da emoção são mais importantes do que a interpretação do problema e das suas causas (pensamento/razão). 

Procuramos trazer à consciência as redes emocionais que estão a causar e manter o problema e, que a pessoa sem esta iluminação, não conseguiria com clareza atingir ou descrever.  

 

Utilizando bonecos, que representam pessoas e elemento de vida, vamos criando a constelação e investigar a origem do problema. Procuraremos mais informação acerca do contexto ou sistema onde se desenvolveu o problema. Os bonecos ajudam a chegar ao foco dos problemas que a pessoa tem consciência e, que não que tem.  Por trás dos problemas “visíveis” que descrevemos, encontram-se normalmente outros sofrimentos de uma forma inconsciente e inacessíveis. 

 

Ou seja, através da constelação sistémica verificamos que aquilo que é descrito pelo paciente como sendo o problema é apenas a parte visível daquilo que será o verdadeiro sofrimento oculto na imensidão do nosso inconsciente. Não vale a pena andar às voltas de problemas secundários quando pudemos, com a ajuda da constelação, iluminar e tornar mais claro o problema primário recalcado e, orientar a terapia baseando-nos em factos ou causas mais "primitivas" ou antigas do seu self

 

Tratando-se de uma técnica que aumenta a consciência da dimensão emocional, e não a análise, avaliam-se também as ordens do amor e, se as funções e papeis do sistema/ família estão em ordem – existe uma necessidade de ordem na família, ou seja, que as funções estejam distribuídas na família, e que os elementos ao desempenharem o seu papel, estejam a trabalhar para produzir ordem e amor. 

 

Para tal, com a ajuda dos bonecos, verificam-se também as leis do sistema: O Pertencimento (pertenço/ não pertenço), equilíbrio (entre dar e receber), a Hierarquia (prioridade nos mais novos); Tempo e espaço. 

 

O meio e as dinâmicas da família (atual ou de origem), têm um papel muito importante no desenvolvimento de problemas (individuais, económicos, saúde, da sexualidade, da profissão etc).

A Constelação Familiar Sistêmica pode trabalhar questões referentes a:

  • Relacionamento afetivo

  • Relacionamentos familiares

  • Questões profissionais

  • Traumas 

  • Problemas financeiros

  • Doenças e sintomas físicos